Móveis planejados do quarto de bebê.

7 de outubro de 2015 / Categories: Novidades / 0 Comments

4 dicas para ajudar você a escolher os móveis planejados do quarto de bebê

Muitas dúvidas surgem no momento de decorar o quarto para a chegada do bebê. Afinal, será que compensa investir em móveis planejados para o local? Para Jorge Pinto, proprietário da Casa Oficina, a grande vantagem está na durabilidade do produto. “Geralmente os móveis comuns são feitos com pintura e, com o tempo, podem riscar e amarelar. No planejado você utiliza revestimentos em baixa pressão ou fórmica, que garantem mais resistência”.

Decoração
Outro ponto importante é o de se planejar um quarto que possa ser usado a longo prazo, ou seja, adequar às necessidades da mãe e do bebê hoje, porém, sem esquecer das possíveis adaptações para quando o bebê crescer. Caso você tenha pretensão de reaproveitar o espaço e os móveis futuramente, tome cuidado para não “datar” os móveis. O projetista Tiago Viana, da Projetar Brasil, conta que para meninas, por exemplo, “muitas vezes os casais escolhem a mobília nas cores rosa e lilás”, o que pode se tornar um problema no futuro.

Para evitar transtornos, a dica é optar por móveis brancos e investir na decoração. “A mãe tem a opção de trabalhar a característica infantil em outros pontos, ou seja, na cortina, papel de parede, a decoração que vai no nicho, luminária e também para o berço, que será trocado posteriormente”, indica Jorge.

Adaptações
Outros tipos de adaptações podem ser feitas, como por exemplo, projetar um espaço em que se possa trocar o berço por uma cama. Jorge diz que é possível utilizar a cômoda com altura para servir como trocador e até uma bancada que, futuramente, possa ser usada como escrivaninha. Já quando se fala nos armários, “também é possível fazer alterações na divisão interna, como aumentar prateleiras ou incluir cabideiros”, conclui.

Segundo Jorge, quando o espaço é viável, é interessante deixar o berço e o trocador longe de portas e janelas, evitando, assim, a corrente de ar no bebê. A altura do trocador também deve ser levada em consideração, pois isso pode ser um grande incômodo para as mães. É aconselhável também evitar nichos acima do trocador, assim, não há perigo de bater a cabeça do bebê no móvel.

Segurança
Quando se trata de quarto de bebê, é preciso estar atento com alguns detalhes. “Colocar o trocador encostado na parede ou apoiado sob algum armário dá mais segurança. Puxadores embutidos evitam que a criança se acidente”, indica Jorge. Já Tiago recomenda o uso de portas com espelhos em metacrilato, um tipo de revestimento mais seguro, já que é resistente a riscos e não possui perigo de quebrar.

Antecedência
Como todo projeto de móvel planejado, é importante lembrar do prazo de entrega e montagem. Com a antecipação do projeto, é possível evitar transtornos, caso haja algum imprevisto durante a gravidez. “Um prazo confortável é de no mínimo 90 dias, incluindo a medição, detalhamento das necessidades e entrega, finaliza Jorge, da Casa Oficina”.

Fonte: www.revistaqualimovel.com.br

About the author

Comments are closed.